consultoria@artsevencontabilidade.com.br

Como calcular o décimo terceiro salário dos colaboradores?

Como calcular o décimo terceiro salário dos colaboradores?

O décimo terceiro salário tem uma função extremamente importante na economia do país. Isso porque, ele funciona como uma injeção de dinheiro direta no mercado. Esse salário extra aumenta o poder de compra da população, que investe em presentes e nas comemorações especiais da época. Com isso, aumentam as movimentações nas lojas, gerando mais contratações e, consequentemente, multiplicando os ganhos.

Todas as pessoas empregadas anseiam pelo seu adorado décimo terceiro salário, inclusive os seus funcionários. Por isso, você não deve demorar para começar a calcular esses valores, a fim de não afogar o orçamento de sua empresa nessa época, que já costuma ser de muitos gastos.

O ideal é solicitar que o contador faça esse cálculo para você. Afinal, o décimo terceiro salário tem algumas peculiaridades, que o tornam mais complexo do que os outros salários mensais. Sendo assim, não hesite em pedir ajuda à um profissional especializado.

Vamos aprender direitinho o que define o décimo terceiro e como ele deve ser calculado. Assim, você conseguirá se antecipar e fazer esse pagamento sem maiores dores de cabeça. Acompanhe a leitura!

Como calcular o décimo terceiro: fique atento à algumas mudanças

Como dissemos, o décimo terceiro tem um cálculo diferente do habitual. Isso porque, ele é composto por frações do valor pago anualmente. Logo, ele é calculado da seguinte maneira:

  • Divida o valor do salário mensal por 12. Isso definirá a fração correspondente;
  • Multiplique essa fração pela quantidade de meses trabalhado no ano (lembrando que o mês também é considerado se o funcionário tiver cumprido mais do que 15 dias de trabalho);
  • Lembre-se de o valor a ser dividido é o de um salário normal. Por isso, não esqueça dos adicionais que costuma aplicar normalmente (noturno, gratificações, insalubridade, periculosidade, entre outros.

Vamos criar um cenário hipotético.

O salário pago mensalmente é de R$ 1.200. Esse valor será dividido por doze, o que gera um resultado de R$ 100 (a fração de 1/12). Considerando que o colaborador esteve na empresa no último ano, seu décimo terceiro deverá ser os mesmos R$ 1.200.

Perceba que se o colaborador tiver trabalhado os doze meses na empresa, receberá um salário idêntico ao do mês de dezembro. Entretanto, se ele não tiver completado o período, o valor será relativo ao tempo trabalhado na empresa, seguindo a mesma regra de cálculo.

Vamos continuar com os mesmos valores como exemplo, mas agora considerando que o colaborador tenha trabalhado apenas sete meses na empresa.

R$ 1.200 / 12 = R$ 100

R$ 100 x 7 meses trabalhados = R$ 700.

Nesse caso, o colaborador terá direito à um décimo terceiro de R$ 700.

Calcular antecipadamente é uma boa ideia?

Sem dúvidas! Como dissemos, o mês de dezembro traz muitas obrigações para a empresa, tanto de empenho para finalizar os relatórios contábeis, quanto com gastos reais e físicos. Por isso, calcular o montante que será destinado aos seus colaboradores antecipadamente, te auxilia em alguns aspectos.

O primeiro deles, é na organização de seus pagamentos. O décimo terceiro é um salário pago em duas parcelas, o que exige dupla atenção no ato da efetuação. Logo, aumentam as burocracias e a rotina do seu escritório pode se modificar. Então, estar preparado para o pagamento do décimo terceiro te ajuda a não se descontrolar.

Outra vantagem – e talvez mais importante – seja no impacto que esse pagamento pode causar nas finanças de sua empresa. Afinal, você estará pagando dois salários no mesmo mês. Calcular quanto será esse gasto previamente, te ajuda a já ir organizando as suas contas, de modo a não virar o ano no vermelho.

Se você precisa de auxílio para fazer o cálculo do décimo terceiro de seus colaboradores, entre em contato conosco. Podemos te ajudar com os números e, assim, garantir um final de ano tranquilo para eles – e para você também!