DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA IRPF 2021

Informações sobre as regras normativas do Imposto do IRPF (Imposto de Renda da Pessoa Física), referente ao ano de 2021.

Quem precisa declarar?

Contribuinte que recebeu rendimentos tributáveis superiores a R$28.559,70 em 2020, o equivalente a R$2.196,90 por mês, incluído o décimo terceiro.

Contribuintes com rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte de mais de R$40mil.

Contribuintes com ganho de capital na alienação de bens ou direitos ou fez operações na bolsa de valores;

Quem passou à condição de residentes no Brasil em qualquer mês no ano passado;

Quem vendeu imóveis residenciais e comprou outro imóvel até 180 dias depois da venda;

Contribuintes com patrimônio de mais de R$300 mil em 31 de dezembro de 2020.

Quem teve receita bruta de atividade rural superior a R$142.798,50.

Até quando declarar?

O prazo limite para declarar o IR desse ano é entre 1 de março até às 23h59 do dia 30 de abril, no horário de Brasília.

Fique atento!

Está obrigado também, quem recebeu auxílio emergencial em qualquer valor e recebeu outros rendimentos tributáveis em valor anual superior a R$ 22.847,76.

Devolução do auxílio emergencial

O beneficiário do auxílio emergencial que recebeu, no ano-calendário de 2020, outros rendimentos tributáveis em valor superior a R$ 22.847,76, deve devolver por meio da Declaração de Ajuste Anual 2021, caso ainda não o tenha feito, o valor do auxílio recebido por ele ou pelos dependentes constantes dessa declaração.

DEDUÇÕES

É importante ressaltar que é possível reduzir os impostos se você possui dependentes e gastos com saúde ou educação. Declarar esses gastos influencia no aumento da restituição para quem possui o modelo completo de declaração. Lembrando que não há limites na quantidade de dependentes, porém o valor por dependente possuí um teto máximo de R$2.275,08. No quesito gastos com educação por pessoa anualmente, o limite de valor é de R$3.561,50. Despesas com saúde não possuí limites.
Na categoria doações para fundos infantis, juvenis e idosos incluídos esse ano a redução é de até 3% na declaração. O limite de doações globais continua o mesmo em 6%.

Documentos Necessários

- Cópia e recibo de entrega da última declaração apresentada;
- Comprovante de renda: informe de rendimentos fornecido pela empresa, fonte pagadora ou (aposentados);
- Comprovante de recebimento de aluguéis, doações ou empréstimos (se houver);
- Contrato de compra ou venda de bens imóveis (se houver);
- Informe de rendimentos, fornecido pelos bancos;
- N° do CPF e data de nascimento de todos os dependentes (obrigatório);
- Recibos médicos ou informes de planos de saúde;
- Recibos de gastos com instrução (faculdades, escolas, creches, cursos profissionalizantes, etc.);
- Pagamento de pensão alimentícia e serviços advocatícios (se houver);
- Documentos referentes à variação patrimonial, isto é, compra/venda de imóveis, veículos e outros bens de valor significativo.

Custo / Honorários

O custo é variável, depende de; avaliação documental, tipo de declaração (Simplificada ou Completa), logística, monitoramento (até o processamento final junto à Receita Federal), dentre outros.