consultoria@artsevencontabilidade.com.br

Quais são as 3 obrigações do contador no fim de ano?

Quais são as 3 obrigações do contador no fim de ano?

O período final do ano é a época em que os contadores mal respiram. Isso porque, esse é um momento particularmente complexo nas empresas, que estão realizando os balanços e fechamentos anuais. E, é claro, os contadores são fundamentais nesse processo.

Durante todo o ano, os contadores vão alimentando suas planilhas sobre a saúde financeira da empresa. Afinal, quando dezembro chega, com ele também vem todas as avaliações e demonstrativos do período. Somado a isso, as obrigações específicas do mês também aumentam consideravelmente.

Então, se durante todo o ano o contador já tem uma rotina apertada, o final é o momento mais importante. De todas as suas funções, são três as que mais se destacam nesse período: contabilização de ganhos e perdas, competências salariais e planejamento estratégico para o próximo período.

Vamos entender o pouco mais sobre elas e ver o grau de sua importância. Acompanhe a leitura!

Demonstrativos financeiros: como está a saúde de sua empresa?

Mensalmente, semanalmente e, até mesmo, diariamente, a empresa precisa contabilizar suas entradas e saídas. Toda essa análise é computada pelo contador, que consegue determinar como está o funcionamento da parte financeira de seu empreendimento, cuidando para que os pagamentos sejam recebidos e as dívidas saldadas.

Entretanto, no final do ano, essa avaliação precisa ser mais metódica e com um olhar ainda mais global. A análise financeira do período é que dará o embasamento para as atitudes a serem tomadas no próximo ano. Logo, o contador precisa avaliar se, no período completo, a receita foi favorável.

Além disso, é essa análise demonstrativa financeira que será passada à Receita Federal. Portanto, deve ser meticulosamente preenchida, a fim de não entrar em divergências com o fisco. A declaração dos ganhos é um dos demonstrativos feitos nesse mês, bem como o balanço patrimonial.

Os pagamentos do décimo terceiro salário

O pagamento do décimo terceiro costuma ficar à cargo do contador, mesmo que, mensalmente, seja feito pela própria empresa. Isso porque, os cálculos desse pagamento são mais complexos do que o de um salário comum. Por isso, pode gerar erros que os contadores não costumam cometer.

No entanto, por mais que o décimo terceiro seja pago apenas uma vez no ano – o que, pela lógica, deveria justificar um trabalho mais pontual e menos complexo – lembre-se de que este é um momento em que toda a empresa está trabalhando muito. Logo, deixa-lo sob a responsabilidade de um contador é mais inteligente.

Indo além, o contador pode até adiantar esse processo. Consequentemente, torna-lo mais tranquilo e menos passível de dificuldades. Fazendo o cálculo do pagamento previamente, o contador pode, inclusive, permitir que a empresa já se planeje para essa saída de dinheiro.

Olhos no próximo ano: o planejamento financeiro e estratégico

Com as avaliações do período garantidas, é possível que os planos para o próximo ano sejam traçados. Afinal, essas análises são importantes para encontrar quais são os principais pontos a serem mudados pela empresa.

O contador consegue encontrar opções vantajosas em alguns pontos específicos da empresa. Por exemplo, a diminuição de custos com tributação. Minimizando gastos, é possível realocar essa quantia em áreas que tragam retorno financeiro, como publicidade e contratação de mão de obra.

Além disso, a situação patrimonial também pode ser melhorada. Com análises e projeções, o contador pode determinar se essa é a hora para uma expansão ou se é melhor investir internamente.

Conte com o seu contador para esse período do ano. Se você tiver qualquer dúvida ou se precisar de consultoria técnica sobre contabilidade, entre em contato conosco e marque uma reunião.